Certas espécies são ovíparas, isto é, as fêmeas eliminam os ovos, que se desenvolvem na água (ou na terra). Ocorre desenvolvimento direto, sem estágio larval. Geralmente os ovos são protegidos por uma casca grossa e coriácea, com ganchos que os prendem a algas ou a outros substratos submersos.
Ovipara1_Otavio%20Marques.jpg