Em equinodermos e cordados, o celoma tem origem enterocélica, ou seja, origina-se dos espaços que surgem nas evaginações do teto do intestino primitivo (arquêntero), durante a formação do mesoderma. Todos os seres enterocelomados são também deuterostômios.
(Ver também esquizocelomados)